• 23 junho, 2019

    Me encontre online!

  • 28 março, 2019

    A melhor oração que existe!

  • Oi gente,

    Muita gente que me encontra nos eventos presenciais (palestras e workshops), nem sempre conseguem pegar os meus sites durante as apresentações e depois me escrevem perguntando como conseguem me encontrar online e como podem ter acesso a mais conteúdos gratuitos.

    Resolvi fazer post para esclarecer quais são as formas de vocês me acompanharem online quando não estou fazendo evento ou atendimento presencial, vamos lá? Siga pela leitura abaixo:

    1. Para conhecer meu dia a dia mais de perto e receber dicas rápidas sobre Empoderamento Emocional e Espiritualidade, acessa o meu INSTAGRAM e FACEBOOK, me sigam por lá, clique: Insta: @palestrantecamyllacosta | Face: CamyllaCostaOficial
    2. Para baixar gratuitamente o Manual para Cura da Alma e receber meu acompanhamento por 40 dias, CLIQUE AQUI!
    3. Para assistir aos vídeos semanais inéditos, se inscreva gratuitamente no meu canal do youtube. Toda 2ª feira tem o PROGRAMA ESTRELA DA VIDA, onde eu falo sobre espiritualidade na prática, sem religião. E toda quinta-feira, tem live que eu falo sobre cura emocional, poder mental e desenvolvimento humano. Ambos acontecem às 20h. CLIQUE AQUI para se inscrever no SALAMANDRAOFICIAL.
    4. Caso você queira um acompanhamento mais profundo meu, a minha sugestão é que você se torne aluno do meu treinamento online ‘EMPODERE SEU EMOCIONAL’, para isso, acesse: www.empodereseuemocional.com.br
    5. Para saber onde estarei presencialmente atendendo enquanto Psicoterapeuta, recomendo que chame minha equipe no whatsapp. Atendo presencialmente no meu consultório e em algumas capitais durante o ano, clique AQUI falar conosco e agendar um horário comigo

    Sejam todos muito bem vindos!! Espero todos nesses canais! =)

    Oi minha gente!

    Semana passada recebi uma ligação de uma amiga que mora fora do Brasil me relatando que sempre teve o hábito de agradecer pelo que ela tem, mas que, no entanto, nos últimos tempos, pelo fato de ter sofrido algumas decepções com relação as suas crenças religiosas alimentadas por algum tempo, ela estava sem conseguir praticar esse simples ato.

    Ela costumava agradecer o que tem, mentalizando um templo específico e, agora que não vai mais até o local, reclamou comigo que estava sem chão, pois não tinha intimidade suficiente com a palavra DEUS para agradecer a Ele ao invés do templo que visitava.

    Achei interessante esse relato porque não apenas essa minha amiga, mas muitos pacientes meus também me falam o mesmo há algum tempo. Sentir que é possível se conectar com Deus e que essa comunicação é estreita, íntima e profunda, ainda é uma tarefa difícil para muitos. A maioria de nós vê DEUS como algo inacessível ou que somente uma parcela de privilegiados conseguem sentí-lo bem perto.

    Nessa cobrança interna de sentir DEUS, muitos desistem da caminhada do desenvolvimento da espiritualidade. Ter uma espiritualidade viva e ativa dentro de nós, não é ir a um templo específico ou agradecer o que temos de forma direcionada a um santo, anjo, templo religioso ou entidade.

    Deus está presente no Universo, na energia ativa das folhas, nas águas, nos rios de sol, na chuva, na vida gerada dentro da barriga de uma mulher grávida, dentro das ações solidárias, da preocupação entre os indivíduos, na gentileza humana e até nas tecnologias que trazem diversão ou conseguem salvar uma outra vida.

    Quem tem dificuldade de alcançar a Deus, basta entender onde, em que e como Ele se faz presente diariamente.

    Muitas vezes, estamos passando por um caos emocional, profissional, sentimental, financeiro…Daí, choramos, sofremos, achamos que não tem mais jeito para nossa existência e queremos parar com tudo.

    Aí passam os dias, conversamos com algumas pessoas, dormimos e uma idéia surge! Essa idéia faz mudar todo aquele sofrimento e limitação que estávamos vivendo. Então, essa renovação também é a força de DEUS que se faz presente em quem tem o coração aberto para enxergar o amor e a vida.

    A percepção é o primeiro passo para um processo de cura e mudança. Se estamos dispostos e abertos para enxergar valor nas pequenas coisas do dia a dia, estaremos também aptos, da mesma forma, a reconhecer essa força que muitos chamam de Deus.

    A melhor oração, portanto, para se conectar com Ele, não é aquela oração decorada ou ensaiada. Se você está passando por um momento como essa minha amiga está, a única coisa que eu sugiro é que você apenas agradeça ao Universo, a essa força contida em cada detalhe pela oportunidade de transformação. Quando alguma crença se quebra, será essa desconstrução que dará espaço a algo novo, mesmo que você não perceba isso agora.

    Se você começar a alimentar o hábito de ver possibilidade nas dores e agradecer pelo que está ao seu redor, rapidamente o que precisa ser reajustado na sua vida, será. Tudo que vem de DEUS está dentro da lei do mínimo esforço, ou seja, o que tiver preparado para você, chegará em você com harmonia e facilidade.

    Crie o hábito de fazer suas orações como se já estivesse recebendo o que você verdadeiramente precisa ou como quem vê um grande valor nessa fase difícil que você está passando. Mesmo que isso não seja 100% real dentro de você, mesmo que você ainda duvide e não esteja acostumado, habitue-se a se ouvir ressignificando suas dores e dilemas. Uma hora você terá um grande insight e as coisas irão, “milagrosamente”, mudar.

    Vem comigo então nessa oração que escrevi em um momento de inspiração e que você poderá usar como modelo para começar:

    “Obrigada, Universo, pela força da vida. Pela oportunidade de respirar e sentir cada parte do meu corpo atuando ativamente em minha saúde. Obrigada pelas dores e sintomas que mostram o meu limite sempre. Obrigada pelo dom de reconhecer que, tudo ao seu tempo, e a vida vai mostrando as prioridades, o que deve permanecer e o que precisa ir. Obrigada por me presentear com uma família que me ensina todos os dias o que devo aprender no meu processo evolutivo. Obrigada pelas amizades e relacionamentos que se aproximaram um dia, me ensinaram o que precisavam e alguns partiram, outros ficaram…Sou grata pela reciclagem dos acontecimentos e da vida. Da mesma forma, agradeço antecipadamente pelas pessoas que estão sendo preparadas para entrar na minha vida. Obrigada pela capacidade que tenho de sentir a dor, a limitação, o medo, a impossibilidade e depois disso, dormir e acordar com a renovação e a solução. Obrigada, Universo, pois absolutamente nada é em vão. Uma linha que liga a outra e tenho plena consciência que estou onde preciso estar pelo tempo que for necessário até que eu entenda que é necessário transitar por outros caminhos. Obrigada por cada recurso disponível e também por aqueles que ainda me faltam. Não fosse pela falta, eu não estaria me movimentando como agora faço. Obrigada pelas más experiências e decepções, elas dão espaço para que eu crie e alimente a capacidade de amar e entender o que é errado fazer com outras pessoas. Obrigada, Universo, porque quando entendo que posso agradecer, consigo ressignificar o que na racionalidade me era inviável pensar. Obrigada pelo discernimento, pelo entendimento e pela capacidade de enxergar que boas coisas chegam modificando o meu pensar. Estou aberto para aproveitar o que o Universo tem para me dar. Na sintonia de gratidão, de amor e de aceitação, sei que vou atrair toda a energia abundante que desejo e necessito para me suprir”. Por Camylla Costa

    Não é nada fácil passar por um momento de enfermidade. Além de todas as questões emocionais e físicas que a doença traz, invariavelmente, ela atinge também o trabalho e questões financeiras, não é verdade?

    Mas tudo na vida passa. E quando isso acontece, a pessoa pode (e deve) refazer sua vida. Muitas constroem uma vida muito melhor, mais saudável, mais produtiva do que antes da enfermidade chegar.

    Acontece que muitos não conseguem apoio para dar esse primeiro passo pós-enfermidade, principalmente nas questões profissionais.
    No Brasil, temos o Estatuto da Pessoa com Deficiência (lei nº 13.146/2015), destinada a assegurar e promover, em condições de igualdade, o exercício dos direitos e das liberdades fundamentais por pessoa com deficiência, visando à sua inclusão social e cidadania.
    “Pessoa com Deficiência” é o termo correto e técnico, de forma a não abrir espaço para discriminações, ok? Podem utilizar essa expressão. É a mais técnica e imparcial, está na própria lei.

    O Estatuto garante à pessoa com deficiência igualdade de oportunidades com as demais, a condições justas e favoráveis de trabalho, incluindo igual remuneração por trabalho de igual valor, sendo vedada restrição ao trabalho da pessoa com deficiência e qualquer discriminação em razão de sua condição.
    Mas por que estou falando em pessoas com deficiência? Porque muitas enfermidades, como o câncer por exemplo, podem originar condições de deficiência na pessoa após o período de tratamento. Um mulher que se submeteu a um tratamento de câncer de mama pode ficar com movimentos nos braços prejudicados por conta do esvaziamento de axila. Alguém que passou por um câncer no intestino, pode precisar permanecer na condição de ostomizado por um longo período ou até por toda a vida.

    Que bom que temos uma lei, além da Constituição Federal e normas trabalhistas, é claro, que permite resguardar alguns direitos e auxiliar essas pessoas em uma recolocação no mercado de trabalho e na vida.
    Empresas com 100 ou mais funcionários são obrigadas a reservar um percentual de 2% a 5% das vagas do seu quadro de funcionários para pessoas com deficiência habilitadas ou beneficiários reabilitados pelo INSS.
    Mas qual o conceito de “Pessoa com Deficiência” para a utilização dessas cotas?
    Pessoa com deficiência é aquela que tem impedimento de longo prazo de natureza física, mental, intelectual ou sensorial, o qual pode obstruir sua participação plena e efetiva na sociedade em igualdade de condições com as demais pessoas. Essa deficiência pode ser física, mental, auditiva, visual.

    É claro que nem todos os pacientes oncológicos, por exemplo, poderão se valer dessas cotas. É necessário que estejam aptos ao trabalho e comprovem possuir algumas das deficiências acima mencionadas ou ter passado por um processo de reabilitação profissional no INSS.
    Outra possibilidade de reingresso no mercado de trabalho é através de concursos públicos. Todos os certames devem destinar de 5% a 20% das vagas para pessoas com deficiência.
    Não é difícil acontecer de um candidato ser reprovado na etapa de exame médico admissional em concursos por já ter recebido anteriormente um diagnóstico de câncer. Entretanto, com a qualidade dos tratamentos atuais, inúmeros pacientes conseguem fazer um controle da doença e se encontram em perfeitas condições de exercer o cargo. Nesse caso, ele não pode ser impedido ou reprovado. Esse é o entendimento que tem prevalecido na Justiça. Caso você passe por isso, procure um advogado ou a Defensoria Pública para garantir seu direito.

    Essas foram algumas dicas e sugestões para auxiliar quem pretende retomar sua carreira profissional após uma enfermidade. É claro que existem inúmeras…o empreendedorismo, por exemplo, transforma a vida de muitas pessoas. Pode ser o seu caso!

    Gostou do artigo? Escreva pra gente e dê sua opinião ou sugestão!
    Grande abraço,

    JULLYANA COSTA para o blog Camylla Costa – Saúde & Direitos

    Oi Oi minha gente!

    O Carnaval chegou e, ao contrário do que possam pensar, nada de errado nisso! É uma festa alegre que gera milhares de emprego e movimenta a economia…os problemas, são os excessos!

    Como falo sempre nas minhas LIVES no youtube, o psiquismo é uma energia formada por pensamentos e sentimentos que vibram em determinadas frequências e impactam diretamente o nosso organismo. Então, no período do Carnaval, o psiquismo da hiper sexualidade e tendência aos vícios é estimulado, gerando ondas de energia que alimentam a atmosfera extra física da terra com um padrão energético pesado e difícil de ser transmutado.

    Como tudo no Universo é energia, essa onda energética promove um rebaixamento das vibrações morais e espirituais de todo o nosso país. No plano espiritual, as zonas umbralinas são abastecidas com esses fluidos tóxicos, fortalecendo os ataques espirituais, vampirismo energético e padrões obsessivos que atingem diretamente as pessoas que estão mais vulneráveis, sem proteção energética e com baixa vitalidade.

    Eu separei nesta sexta-feira de carnaval algumas dicas para você se manter liberto dessas energias densas que podem te desequilibrar emocionalmente e energeticamente.

    Então, bora colocar em prática:

    1. PONDERAÇÃO: É necessário realmente beber demais, provocar discussões gratuitas e fazer tudo como se não houvesse amanhã? Pode não parecer, mas a quarta-feira de cinzas vai chegar e com ela, as responsabilidades da sua vida continuarão…Eu tenho certeza que você sabe dos seus limites e na hora que ele chegar, saiba ouví-lo e parar!!! Não apenas na bebida alcoólica, mas em tudo! A vida pode ser mais, ok??
    2. RESPONSABILIDADE: Não desconte em outras pessoas suas questões emocionais não trabalhadas durante todo o ano antes do Carnaval chegar. Se você fizer o uso da bebida alcoólica em excesso, suas reações inconscientes encontrarão porta aberta para se manifestarem. Seja responsável em assumir o resultado das suas ações.
    3. LIMPEZA ENERGÉTICA: Se pra você limpeza energética tem a ver com religião, nem precisa terminar de ler esse artigo. Pode trocar de página… Limpeza energética não é sobre misticismo e religião, é sobre cuidar dos seus centros de energia que alimentam seu corpo físico. Então, se você curte o carnaval de rua, jamais entre em casa de sapatos. Os sapatos carregam energias deletérias e miasmas que estão na rua. Então, deixem os sapatos fora de casa e depois os limpe com sal grosso e água. O mesmo também podem ser feitos com as roupas. Ao meu ver, não só no Carnaval você deve deixar os sapatos fora de casa, como o ano todo. Quem é meu paciente sabe os cuidados que adoto com relação a isso no meu consultório. Ninguém entra para a sua consulta de sapatos. Cuide também do seu plexo solar, a região do seu umbigo. Ali é um dos 3 principais pontos por onde entram e saem energias. Em outras palavras, sua energia vital sai por ali e você também absorve as energias densas. Então, tenha preocupação em desenvolver sua consciência energética e saber quais são os pontos mais sensíveis do seu corpo que podem se tornar vulneráveis a essas energias densas nesses dias.
    4. CONEXÃO: Seja qual for o método que você adota para se ancorar a algo maior, dobre o número de vezes que você faz sua oração, meditação, autoaplicação de técnicas energéticas. Isso vai te dar equilíbrio e mais leveza. Afinal, se você for uma pessoa sensível, é óbvio que você vai sentir ou já está sentindo as densidades do Carnaval. Tudo é energia!
    5. DEFESA PSÍQUICA: Jamais deite na sua cama da maneira como veio da rua. Tome banho, deixe a água caindo no seu corpo e vai mentalizando que ela está limpando todo o seu campo energético. Sua mente tem o poder para resolver quase tudo pra você, então use esse recurso. Se você tiver o mind set de que está indo se divertir e nada que não seja seu poderá ficar em seu corpo, você já vai se permitir uma grande proteção. Atraímos para nós apenas as energias afins aos nossos pensamentos e sentimentos. Por isso a cura emocional deve estar em dia o ano todo!

    Desenvolvi com a equipe do Terços da Cura, um kit pré e pós carnaval, desenvolvido para auxiliar na sua proteção. Ele contém um tratamento fitoenergético que utilizará o poder das plantas para equilibrar o seu campo aúrico após os dias de Carnaval juntamente com a dezena de São Bento que tem o poder de proteger contra perigos materiais e espirituais.

    Quer encomendar o seu para se reequilibrar após os dias de folia? Chame minha equipe no whatsapp: (24) 98133-4589 ou envia email para henrique@camyllacosta.com

    Aproveite o Carnaval com responsabilidade! =)

    Oi Oi gente, tudo bem?

    Trazendo aqui hoje no blog, uma entrevista que fiz com o Psiquiatra Dr. Alberto Gorayeb que tem um feito um trabalho extremamente humanizado, em Recife, através da junção dos conceitos em saúde e espiritualidade.

    Por algum tempo ele esteve diante do Projeto Manto Cuidados Paliativos e contou em entrevista exclusiva ao Salamandra tudo sobre :

    A missão de ser médico, os aprendizados que teve na área de cuidados paliativos e pontuou questões importantes que abordo sempre com vocês:

    Como a cura do paciente se integra no cuidado médico e o que falta para a medicina se aproximar da espiritualidade no cuidado integral do ser?

    Vamos assistir? Clique abaixo!

    Todos os direitos reservados (c) 2016 Programação por Sara Silva