Olá, pessoal!!!

Estou de volta com mais vídeos, mais posts e mais novidades nesse mês de Setembro!

Gravei um vídeo especial dessa vez ensinando uma técnica que utilizo em alguns dos meus treinamentos! Lembram do post e do vídeo onde eu falei sobre os padrões de pensamento? Alguns dos pensamentos que temos durante o nosso dia, algumas palavras que repetimos para nós mesmos tem o poder de nos deixar alegres ou tristes, em paz ou inquietos, agressivos ou calmos. O grande problema é que devido a correria de nossas rotinas, nem sequer identificamos esses padrões de pensamento. Isso acontece porque quase não reservamos tempo para pensar em nossos resultados.

O que você tem falado para você mesmo nos últimos tempos? Os seus pensamentos, em sua maioria, são limitantes?

Quem assistiu o primeiro vídeo de padrões de pensamento, teve a oportunidade de observar em si mesmo que pensamentos são esses, identificando alguns imediatamente.

E a pergunta que você provavelmente se fez é: E agora? Uma vez identificado um padrão de pensamento que eu considero negativo, que tem me atrapalhado no meu dia a dia, que eu convivo com ele há anos, como fazer para me livrar de uma vez por todas dele?

E nesse vídeo eu te respondo! =)

Você já parou para pensar que por trás de todo comportamento ou pensamento que você julga negativo, existe uma intenção positiva? E se eu te falasse que o primeiro passo para mudá-lo é compreendendo o motivo pelo qual ele surgiu e se tornando amigo desse comportamento ou julgamento, você conseguiria compreender imediatamente?

É isso que eu quero que você reflita hoje!

Em hipótese alguma devemos ter medo de olhar para dentro de nós mesmos, tudo aquilo que parece “negativo”, “horrível”, “inaceitável” em nosso modo de agir, pensar e sentir, é na verdade uma parte que está com sede da nossa própria atenção! Negar nossos comportamentos, pensamentos e sentimentos só porque consideramos negativos é anular a nossa capacidade de entendimento e superação. Por isso, nesse vídeo, eu explico de uma maneira informal e aplicável, como você estabelecer esse primeiro contato amigável com suas polaridades para que o processo de mudança aconteça!

Vamos trabalhar um pouco esse diálogo interno e a aceitação?

Enquanto não aceitarmos que devemos ser transparentes diante de nós mesmos, nossa vida será pesada e triste.

Tire alguns dias para estabelecer essa comunicação com você mesmo e deixe fluir!

Volto dentro de alguns dias com mais vídeos sobre esse tema! Temos muito a trabalhar, não é?

Esteja disposto a mudar!

Um abraço carinhoso,

Camylla Costa

 

 

 

Todos os direitos reservados (c) 2016 Programação por Sara Silva