Olá leitores,

Vocês já conheceram pessoas, seja no trabalho, na vida pessoal ou em seus relacionamentos que pareciam ser confiáveis e até ganharam de imediato a sua admiração, mas que com o tempo, todo o encantamento criado em torno delas desmoronou?
Alguma vez vocês já se cansaram de ler posts em redes sociais que afirmavam um posicionamento construtivo por parte de uma determinada pessoa, mas na vida pessoal ela agia ou se sentia completamente diferente?
Já sentiram um grande dilema entre comunicar ao mundo os seus verdadeiros valores e temer a aceitação de terceiros?

Provavelmente a grande maioria irá responder SIM aos três questionamentos iniciais do post e o motivo das respostas positivas é apenas um: O mundo carece de pessoas congruentes.

Congruência é todo o equilíbrio que uma pessoa demonstra ao tomar consciência de algum fato ou valor e, a partir daí, comunicá-lo ao mundo.
Uma tarefa que parece simples, mas exige autonomia emocional.
Existe um lugar de plenitude interior que só é conquistado quando conseguimos alinhar o nosso pensar, sentir e agir sobre o mundo que nos cerca e, quando somos congruentes, estamos completamente capazes de expressar nossa verdade e não tememos a aceitação de ninguém, pois ser quem somos, nos basta e nos orgulha. Ao mesmo tempo, expondo a nossa verdade ao mundo que, em algumas vezes poderá ser expressada por momentos alegres e tristes, estaremos apoiando outras pessoas na construção do seu alinhamento pessoal; ou seja, mostrando a nossa verdade, automaticamente incentivaremos outras pessoas a serem transparentes mesmo diante de um mundo que nos exige o contrário. Assim, criaremos uma atmosfera mais humana onde os outros nos enxergam como pessoas que erram e acertam, passam por momentos bons e ruins, choram e sorriem…

A inversão de valores atual faz com que nós só possamos demonstrar em nossos relacionamentos uma fortaleza que nem sempre existe em nós, afinal, somos humanos e estamos em processo de investigação e construção do nosso desenvolvimento humano.

Talvez agora você comece a se lembrar de momentos em que você foi incongruente ou até mesmo de pessoas próximas a você que demonstram dia após dia, exemplos de incongruência.
Quem pensa de uma forma e age completamente de outra ou quem é de uma forma e age completamente de outra prejudica não só a si mesmo com o grande desgaste mental ao tentar sustentar algo que não é verdadeiro, mas também faz com que a autoestima de terceiros seja reduzida quando ao presenciar atitudes incongruentes, automaticamente se questionam: Será que só eu passo por dificuldades? Será que somente eu ainda não encontrei minha felicidade?

Se você já foi, é ou conhece alguém incongruente, assista e compartilhe esse vídeo, onde ensino de maneira objetiva como você pode praticar a sua congruência no dia a dia pessoal e profissional:

Pessoal,

Quero desafiá-los a vigiar sua congruência em seu ambiente nos próximos dias. Comece a prestar atenção nos seus pensamentos, sentimentos e atitudes. Antes de comunicar um posicionamento ao mundo, tenha certeza que está compartilhando seus valores reais e que se orgulha deles.
Um mundo congruente é o lugar onde todos se apoiam por conhecerem suas dificuldades e entenderem que temos o direito de passar por altos e baixos. Não precisamos comunicar mentiras ao mundo, precisamos ter autonomia em encarar nossa verdade mesmo quando o mundo cobra uma postura contrária apenas para preencher requisitos que os outros acham correto.

Se você conhece alguém próximo a você que é incongruente, compartilhe este post e vídeo com ela para que ela também possa se beneficiar e adquirir autonomia.

Medite neste post e vídeo e tenha coragem!
Temos a liberdade para ir aonde quisermos, ser o que somos e fazer o que amamos! Tenha o seu medo sob controle e esteja pronto para ver mais longe!

Uma ótima semana,
Camylla Costa